Os consumidores vêm tornando-se cada vez mais conscientes da importância da alimentação para a saúde, buscando alimentos que além de saudáveis possam prevenir doenças. O mel se destaca como uns destes alimentos por além de ser natural produzido pelas abelhas a partir do néctar das flores, contém vitaminas do complexo B, C, D e E, minerais, tais como, o potássio, magnésio, sódio, cálcio entre outros e compostos antioxidantes. Ele tem sido mencionado, por suas variedades no uso medicinal e nutricional. Abaixo listamos 6 benefícios e o porquê devemos inseri-lo dentro da alimentação saudável.

1- Ajuda a reforçar o sistema imunológico

O mel com suas propriedades antissépticas e antibacterianas ajuda o organismo a combater infecções causadas por vírus e bactérias, podendo ser utilizado como um aliado durante o período de infecção respiratória para auxiliar nas defesas imunológicas, como no caso de gripes e resfriados. Ele também apresenta ação antibiótica, ou seja, atua como um remédio natural agindo diretamente no auxílio do alívio de sintomas como a tosse e dor de garganta, por exemplo.

2- Melhora a capacidade digestiva

O consumo de mel pode ajudar a proteger e a recuperar a mucosa gástrica, que é a parede que reveste o estômago, por meio de sua ação anti-inflamatória sendo indicado para quem sofre com gastrites, úlceras ou gastroenterites. Possui ação prebiótica, atua como alimento, favorecendo o crescimento das bactérias boas que vivem no intestino, os probióticos. Estes são importantes para garantir o bom funcionamento intestinal, além de contribuírem para a digestão e absorção de nutrientes pelo corpo.

3- Tem efeito cicatrizante

O mel de abelhas tem demonstrado através de estudos que possui atividade antibacteriana e facilita a cicatrização de feridas, queimaduras, atuando como barreira viscosa, impedindo a entrada de bactérias e fungos no corpo pela área lesionada. Mas vale destacar que esse efeito é obtido quando o mel é aplicado diretamente na lesão, e não pelo seu consumo.

4- Fonte de energia

O mel é rico em glicose e frutose, ou seja, carboidratos simples e de alto índice glicêmico que fornecem energia imediata, o que faz com que seja um bom alimento para quem pratica esporte melhorando o desempenho físico, além de ser utilizado como restaurador energético durante longos períodos de treinamento.

5- Ajuda na saúde do coração

Vários estudos vêm demonstrando que o mel por ser rico em antioxidantes como os flavonoides e compostos fenólicos, através do seu consumo regular e equilibrado, pode ajudar na diminuição dos níveis de colesterol “ruim”, o LDL, no sangue, prevenindo dessa forma as doenças cardiovasculares e o entupimento das artérias, proporcionando saúde cardiovascular e longevidade.

6- Antioxidante natural

O mel possui compostos antioxidantes que ajudam a proteger o corpo dos danos celulares causados pelos radicais livres, que contribuem com o processo de envelhecimento das células e o desenvolvimento de doenças crônicas, como câncer e outros.

Há diversas opções disponíveis no mercado, mas é importante se atentar ao comprá-lo, pois algumas marcas misturam com outros itens, como xaropes ou corantes. Por isso, é fundamental buscar marcas e produtores confiáveis e verificar sempre se há o selo de autenticação do SIF (Serviço de Inspeção Federal), que garante a boa procedência do mel. Podemos encontrar o mel orgânico que se diferencia pelo seu cultivo ser livre de contaminações, como agrotóxicos e toxinas, mas vale reforçar para que seja considerado um produto orgânico, este precisa apresentar na embalagem o selo de certificação, Produto Orgânico Brasil.

Apesar dos benefícios promovidos pelo mel há contraindicações de consumo para crianças menores de 1 ano não devem consumir devido ao risco de Botulismo causado Clostridium botulinum. Nos bebês, a flora intestinal ainda não está totalmente formada e por isso não tem como se defender desse microrganismo, podendo levar a morte. Além disso, indivíduos diabéticos e que precisam fazer restrição de carboidratos também devem evitar o alimento devido ao excesso de glicose e frutose. Já em dietas de emagrecimento seu uso deve ser controlado.

Referência

Silva R A, et al. Composição e propriedades terapêuticas do mel de abelha. Alimentos e Nutrição Araraquara, Araquara, v. 17, n. 1, p. 113-120, mar. 2006.

“Mel e suas curiosidades” em Só Nutrição. Virtuous Tecnologia da Informação, 2008-2022.  http://www.sonutricao.com.br/conteudo/artigos/curiosidades_mel/

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). Mel. Disponível em: http://sistemasdeproducao.cnptia.embrapa.br/FontesHTML/Mel/SPMel/mel.htm

Receita:

Bebida quente com mel, gengibre, cascas de laranja e tangerina

Ingredientes:

  • 230ml de água;
  •  1 lasca de gengibre;
  • Casca de meia laranja higienizada;
  • Casca de meia tangerina higienizada;
  • 1 colher (chá) de mel orgânico Mundo Verde Seleção.

Modo de preparo: Coloque a água em um recipiente de vidro, cerâmica ou aço inox. Acrescente o gengibre, a casca de laranja e de tangerina. Deixe ferver por 3 a 5 minutos. Retire do fogo, coe em uma xícara e deixe descansar por 5 minutos, acrescente o mel e misture bem. Sirva a seguir.

Deixe uma resposta