Muito comum entre a maioria das pessoas, a Síndrome do Intestino Irritável (SII) é uma alteração de caráter gastrintestinal e sua fisiopatologia, incluindo causas, ainda não é totalmente esclarecida. O que se sabe é que ocorrem inúmeras alterações na motilidade (movimentos autônomos) do trato gastrointestinal e isso interfere no movimento normal dos alimentos e na sua excreção, acumulando muco e toxinas no intestino.

Confira quais são os sintomas comuns, além das modificações na alimentação que ajudam na diminuição dos desconfortos causados pela SII.

Sintomas da Síndrome do Intestino Irritável

Dentre os sintomas mais comuns estão: 

  • Dor abdominal
  • Constipação ou diarreia e/ou alterações entre estes dois estados
  • Muco nas fezes
  • Distensão abdominal 
  • Flatulência (gases)

Além da hipersensibilidade visceral existem outros fatores que podem estar associados a SII, sendo eles: os reflexos intestinais alterados, desequilíbrio endócrino, alergias e intolerâncias alimentares, disbiose e até desordens emocionais e psicológicas. 

Modificações da Dieta na SII

Estudos comprovam que alterações realizadas na dieta, podem contribuir positivamente com a melhora dos sinais e sintomas dos portadores de SII (Síndrome do Intestino Irritável). 

Entre as alterações mais relevantes da dieta, podemos citar:

  • Retirada de gorduras 
  • Retirada de alimentos mais propensos à formação de gases estomacais e intestinais, como feijões e outras leguminosas
  • Aumento de líquidos ao longo do dia
  • Introdução de um protocolo alimentar conhecido como LOW FODMAP

Baixo teor de FODMAP na SII

A sigla FODMAP significa “oligossacarídeos fermentáveis, dissacarídeos, monossacarídeos e polióis”, ou seja, carboidratos de cadeia curta presentes em vários tipos de alimentos, incluindo leite e derivados, algumas frutas, verduras e legumes. 

Estes carboidratos são dificilmente absorvidos pelo intestino delgado, produzindo gases, estufamento, inchaço, alterações intestinais e sintomas da SII.

Alguns alimentos têm maior carga de FODMAP e deveriam ser evitados e/ou consumidos na quantidade apropriada, como: 

  • Alho
  • Cebola
  • Brócolis
  • Maçã
  • Açúcares e adoçantes
  • Leite e derivados ricos em lactose
  • Feijões e outras leguminosas

Neste sentido, para melhora dos sinais e sintomas da SII é muito importante e recomendável seguir o protocolo alimentar LOW FODMAP com redução de alimentos que podem causar desconforto, junto ao acompanhamento de um profissional nutricionista, uma vez que, com a restrição e/ou redução de vários tipos de alimentos, pode acontecer deficiências de vitaminas e minerais, por exemplo.

A individualidade também precisa ser considerada para adequada conduta e recuperação. Por isso, torna-se necessário avaliação e acompanhamento. 

Referências:

blog.dietbox.me/sindrome-intestino-irritavel/#:~:text=Sabe%2Dse%20que%20algumas%20altera%C3%A7%C3%B5es,aumento%20da%20ingest%C3%A3o%20de%20l%C3%ADquidos

Click to access 55835f5c78f03cb323af50c397a637c2.pdf

Marcela Mendes

Marcela Mendes é nutricionista registrada (CRN-3 41044) Graduada pelo Centro Universitário São Camilo e Pós-graduada pela VP Consultoria em Nutrição Clínica Funcional. Atualmente atua na área de marketing nutricional na rede Mundo Verde, onde realiza treinamentos de capacitação para equipe de campo nos diferentes estados do Brasil, além do suporte nutricional atrelado a equipe de marketing da empresa.

Deixe uma resposta