Pode reparar que muita gente começa o verão cheio de alegria e logo passa pela turbulenta fase da intoxicação alimentar. Você pode evitá-la seguindo as dicas abaixo:
– Mantenha a comida refrigerada, seja na geladeira, bolsa térmica ou isopor, afinal, nem toda comida aguenta ficar fora da geladeira por muito tempo, por mais que o sabor permaneça aparentemente o mesmo.
– Nem todo mercado cuida bem dos produtos refrigerados, então fique atento. Se reparar poças ou gotículas de água nas prateleiras, evite comprar, pois isso mostra que o freezer não está regulado.
– Leve seus próprios alimentos à praia. Escolha frutas e biscoitos, que são práticos e não costumam exigir refrigeração. Melhor ainda se você escolher frutas ricas em água, assim você também evita a desidratação.
– Se não tiver como levar sua comida de casa, fique de olho nas barraquinhas de praia. Repare nos funcionários, se os cabelos estão presos, se há higiene nas unhas, nos aventais e também nos objetos de trabalho.
– Reconheça os tipos de contaminação: a física é a que você pode ver, como, por exemplo, cabelo na comida. A biológica é a causada por fungos, bactérias e vermes. A química é causada por produtos que ficam próximo ou em contato com o alimento, como os produtos de limpeza.
– Ninguém lembra do perigo do self-service. Muitas pessoas passam por ali, e nem sempre os alimentos são protegidos. Nesse caso, evite alimentos gordurosos e maionese, que estragam facilmente no verão.
– Confira se o lacre das bebidas não foi violado, nunca beba água da torneira e verifique se as bebidas à base de leite estão devidamente refrigeradas.
Quando o assunto é aproveitar o verão, todo cuidado é pouco. Fique atenta e bom verão!

Deixe uma resposta