Peça indispensável na prática esportiva, os tênis de corrida são desenvolvidos para proteger os pés do impacto e otimizar o desempenho do atleta. Eles são agrupados em cinco categorias: estabilidade, minimalista, amortecimento, performance e trilha, entre as quais cada um é ideal para um tipo específico de atleta. Mais do que estilo, marca ou cor, a escolha do tênis ideal deve estar de acordo com o controle de sobrecarga e seus objetivos. Três pontos devem ser levados em consideração na hora de comprar seu tênis:
Tipo de pisada
Neutra: é a pisada normal, em linha reta, quando desde o peito do pé até o calcanhar tocam o solo. Esta pisada é equilibrada em relação à pronação e supinação. É a pisada mais eficiente e possui risco menor de lesão.
Supinada: conhecida como “pisar para fora“, esta pisada é característica daqueles que só usam a parte externa do pé, provocando a concentração nos dedos de fora, o que pode resultar em lesões nos joelhos.
Pronada: acontece quando se pisa para dentro. Ela afeta os tornozelos, joelhos e quadril. Utilizar o tipo inadequado de tênis pode causar sérias lesões.
Tipo de arqueamento
Normal: o pé normal possui grau de pronação leve, arco normal e tem facilidade de absorver impactos. Sua pegada possui uma faixa larga entre o calcanhar e a parte frontal do pé.
Chato: pé com arco baixo e alto grau de pronação. Geralmente deixa quase todo seu formato em uma pegada.
Elevado: pés com arco elevado tendem a deixar apenas uma faixa estreita entre o calcanhar e a parte frontal, deixando pouco espaço para a absorção de impacto.
Categorias de tênis e seu objetivo
Minimalistas: tendência dos últimos anos, os tênis minimalistas possuem sola fina e não têm amortecimento, tornando a corrida tão natural quanto andar descalço.
Trilha: como o nome já diz, essa categoria foi desenvolvida especialmente para trilhas e terrenos irregulares. São mais duráveis, flexíveis e possuem maior tração.
Estabilidade: estes são indicados para treinos longos e pessoas de grande ou médio porte. Proporcionam mais firmeza e controle de movimento e ajudam a corrigir a pisada do atleta.
Performance ou competição: desenvolvidos para melhorar o desempenho e as corridas de ritmo rápido, esses modelos são mais leves. Diferem entre si na estabilidade.
Amortecimento: feitos para absorver e minimizar o impacto, os tênis de amortecimento são ideais para atividades longas.

Deixe uma resposta