Cuidar e colorir as unhas está cada vez mais divertido. A quantidade de esmaltes e apetrechos que vem surgindo no mercado é enorme, mas a maioria de nós esquece que as unhas exercem funções que vão além da estética: elas protegem as pontas dos dedos e, ainda, podem indicar como anda a nossa saúde, de acordo com seu aspecto.

 

Uma alimentação rica em vitaminas, minerais e proteínas, ajuda na manutenção da beleza e na saúde das unhas. Elas refletam a ausência de elementos importantes no corpo, tornando-se fracas, quebradiças, ressecadas, descamadas, manchadas, irregulares, entre outras situações.

Traumas no leito da unha, deficiências glandulares, como o hipotireoidismo, e doenças diversas, como micoses e psoríase também podem ser responsáveis pela fraqueza das unhas.

Separamos 7 sinais em unhas que podem dizer muito sobre seu corpo. Confira.

 

  1. Fracas, frágeis, com descamação

Unhas quebradiças muitas vezes estão relacionadas com o avanço da idade ou ainda com o excesso de produtos utilizados: base, esmalte, unhas de gel etc. Esses produtos não deixam a unha respirar, portanto o ideal é fazer uma pausa no uso deles por alguns dias.

Você também pode estar com deficiência de vitamina A, que regula a síntese de queratina (proteína que compõe as unhas), ou de biotina, vitamina do complexo B que pode ajudar a fortalecê-las e acelerar seu crescimento.

 

  1. Amareladas

Podem indicar problemas fúngicos ou psoríase. Usar esmaltes escuros com frequência também pode contribuir para esse problema.

 

  1. Pontos brancos

Geralmente surgem devido a algum tipo de trauma, como o uso contínuo de sapato apertado ou até mesmo depois de remover a cutícula de forma agressiva, sem delicadeza.

Se após alguns dias do trauma as unhas crescerem e as manchas não desaparecerem, é importante consultar um dermatologista, já que essas manchas persistentes também podem significar infecção.

 

  1. Faixas escuras verticais

São comuns em pessoas negras. Também podem ser sinais benignos no leito ungueal (que fica embaixo da pele, onde a unha cresce). Uma única faixa pode se tratar de melanoma maligno (câncer de pele). Nesses casos, é necessário consultar o dermatologista imediatamente.

 

  1. Cavidade nas unhas

Também chamadas de “unhas de colher”, podem significar deficiência de ferro no organismo, ou seja, o fornecimento de sangue não chega ao meio da sua unha para fazê-la crescer. Em alguns casos, esse tipo de unha pode ser sinal de doença cardíaca ou hipotireoidismo. É importante se consultar com um médico para descobrir que tipo de deficiência está por trás disso e qual a melhor forma de tratamento.

 

  1. Depressões horizontais

Se você teve um trauma recente (prendeu o dedo na porta do carro, por exemplo), pode ser esse o motivo para as linhas profundas horizontais em sua unha. Caso contrário, tais depressões, chamadas linhas de Beau, podem ser sinal de algo mais grave: diabetes descontrolada, doenças circulatórias ou qualquer enfermidade associada a febre alta (como pneumonia ou caxumba).

Se você não sofreu nenhum trauma na unha e possui as linhas de Beau, consulte um médico para um diagnóstico.

 

  1. Estrias nas unhas

Esses sulcos verticais se assemelham a pingos de cera de vela e, provavelmente, são um sinal de alterações hormonais, problemas de tireoide, estresse e/ou diabetes. O ideal é conversar com um médico sobre os sintomas e deixá-lo determinar o diagnóstico.

Deixe uma resposta