Mudança de estação é, para muitas pessoas, sinônimo de gripe ou resfriado. Basta um dia de muito sol seguido de uma virada repentina no clima para que o corpo dê respostas negativas, impossibilitando de fazermos nossas atividades rotineiras.

De acordo com o Dr. Fausto Nakandakari, otorrinolaringologista do Hospital Sírio Libanês,  as doenças causadas pela mudança de estação podem surgir de várias formas. As doenças alérgicas, por exemplo, são comuns nas principais cidades do sul e sudeste do país, pois principalmente no período de estiagem (seca), as pessoas costumam usar casacos empoeirados e sem a limpeza adequada, aumentando os casos de doenças infecciosas, como resfriados comuns e gripes.

Aumente sua imunidade

O sistema imunológico é responsável pela proteção do organismo contra infecções ou doenças. A imunidade pode estar mais alta ou baixa, dependendo de diversos fatores. É por isso que, muitas vezes, duas pessoas passam pelas mesmas condições climáticas, mas apenas uma delas fica doente.

A queda da imunidade tem tudo a ver com o aumento de casos de doenças na mudança de estação. “As pessoas com o sistema imune mais baixo são mais suscetíveis a adquirir doenças infecciosas. Por esse motivo, os pacientes idosos e com baixa imunidade estão no programa de vacinação contra a influenza (gripe)”, conta o médico.

Previna já!

O médico especialista conta que prevenir as doenças causadas pela mudança de estação é o melhor remédio.

As recomendações são: lavar bem as mãos antes de comer, quando chegar em casa e após ir ao banheiro; evitar contato com pessoas que estejam resfriadas; manter a casa livre de mofo ou poeira; fazer um ciclo de lavagem nos casacos que estão dentro do armário há muito tempo sem uso; fazer limpeza nasal com soro fisiológico e inalação com soro; e, se os sintomas persistirem por mais de 7 dias, procure o seu médico para avaliação.

Invista na alimentação

Comer mal é um dos principais fatores relacionados à baixa imunidade, isto porque é na alimentação que se encontram vitaminas, minerais e outros nutrientes importantes para o fortalecimento do sistema imunológico. Sendo assim, investir nos alimentos certos ajuda a combater vírus, bactérias maléficas e outros agentes nocivos ao organismo. Confira alguns dos alimentos que aumentam a imunidade e incorpore-os no seu cardápio:

  1. Frutas cítricas: são fontes de vitamina C, que possui efeito antioxidante e fortalece a imunidade.
  2. Alho: tem ação antiviral, antibactericida e antifúngica, ajudando a evitar gripes, resfriados e outras doenças.
  1. Castanha-do-pará: fonte de selênio, que tem ação antioxidante e, portanto, combate os radicais livrese fortalece o sistema imunológico.
  1. Cebola: tem efeito antimicrobiano e é rica em quercetina, substância com propriedades anti-inflamatórias. Alivia sintomas de alergias.
  2. Cogumelo shitake: contém lentinana, nutriente que estimula a produção das células de defesa.
  1. Gengibre:tem ação anti-inflamatória e bactericida.
  1. Lichia: é rica em vitamina C e em potássio, fortalecendo a imunidade. Também possui propriedades anti-inflamatórias.
  2. Mel: contém substâncias que agem como antibióticos naturais. O melé eficaz contra os sintomas de gripes e resfriados e ajuda no tratamento de problemas pulmonares e da garganta.
  3. Grãos de pólen de abelha: rico em proteínas, vitaminas e minerais que ajudam na formação de anticorpos.
  4. Vegetais verde-escuros: são fontes de ácido fólico, que contribui para o funcionamento do sistema imune.

Por Fernanda Lima