Especialistas destacam pontos positivos da prática esportiva e sugerem dicas para quem quer começar

 

Versátil, a bicicleta é um excelente meio de transporte, além de contribuir na melhoria da saúde, trazendo benefícios físicos e mentais. De acordo com Paulo de Tarso, presidente do Sampa Bikers, andar de bike é um investimento não apenas para o meio-ambiente, afinal, não polui, mas, sobretudo para a saúde do usuário. “O ciclismo é uma das melhores formas de atividade física”, destaca Paulo, que também é praticante da modalidade.

 

Os benefícios de andar de bicicleta, segundo o fisioterapeuta Bernardo Sampaio, diretor clínico do Instituto Trata de Guarulhos, é que durante a prática, o usuário consegue trabalhar o sistema cardio respiratório e os grupos musculares específicos dos membros inferiores. Além disso, por ser uma atividade física aeróbica, proporciona bem-estar e auxilia no controle das dores no corpo, principalmente as relacionadas ao sedentarismo.

 

Pedalar, além de muito divertido, também emagrece. O esporte pode queimar de 400 a 700 calorias por hora, o que o torna um dos melhores exercícios para quem quer eliminar aqueles quilinhos indesejados. Confira outros benefícios:

– Reduz o estresse;
– Aumenta o fôlego;
– É um exercício de baixo impacto, por isso não compromete as articulações;
– Ajuda a reduzir o colesterol;
– Controla a glicemia no sangue;
– Regula a pressão arterial;
– Melhora a circulação sanguínea;
– Elimina toxinas do corpo;
– É uma modalidade de atividade física muito econômica, pois se você possui uma bicicleta, a atividade é gratuita e pode ser feita a qualquer hora e local.

Dicas para quem quer começar

 

Para quem ficou entusiasmado com tantos benefícios e quer sair por aí pedalando, é preciso destacar algumas dicas para iniciantes. O fisioterapeuta Bernardo Sampaio afirma que a intensidade deve ser gradual. “Se você não tem o costume da prática esportiva, inicie com percursos mais curtos e vá progredindo com o passar do tempo. As progressões podem ser semanais ou mensais. Outra dica é atentar-se ao seu equipamento: é possível ajustar a bike ao seu biotipo e medidas do seu corpo, o que evita desconfortos com pedais longos”, sugere.

 

Também é importante manter uma boa hidratação e um bom condicionamento muscular, o que evita lesões decorrentes da pratica esportiva. Paulo reforça ainda que no começo o ideal é optar por rotas suaves, o que ajuda a acostumar-se com a bicicleta. Além disso, é importante não esquecer os equipamentos de segurança. “O capacete é essencial na prática, assim como o respeito às leis de trânsito. Outra dica é usar luvas, pois elas protegem as mãos no caso de queda. Recomenda-se aquelas que deixam as pontas dos dedos de fora e que têm acolchoamento no centro da mão”, afirma o presidente do Sampa Bikers.

Por Fernanda Lima