De nada adianta ir ao melhor salão ou comprar os melhores produtos se você não cuidar da saúde do couro cabeludo, nem fornecer os nutrientes que os fios precisam para crescer fortes e saudáveis. Além de ajudar a manter o corpo em forma e a saúde em dia, uma alimentação balanceada contribui ainda para se ter cabelos bonitos e brilhantes. Porém, existem alguns vilões nesse quesito que podem boicotar a integridade dos fios. Que tal falarmos sobre os principais inimigos dos cabelos e porque devemos evitá-los?

            Açúcar: ele pode interferir na absorção de proteínas, que são nutrientes essenciais para a saúde e para o crescimento do cabelo. A vitamina E também é importante para o crescimento saudável dos fios, e o açúcar pode reduzir os níveis desse nutriente. Mas não há porque se desesperar, já que a ideia não é cortar o açúcar completamente da alimentação, mas reduzir a sua ingestão, especialmente o de adição (não entendi). O ideal é sentir o sabor dos alimentos in natura e, quando houver necessidade, usar uma quantia pequena.

            Dica da nutricionista: o xarope de agave é uma forma natural e saudável de adoçar os alimentos e apresenta menor índice glicêmico do que o açúcar, ou seja, é absorvido mais lentamente pelo organismo. Além disso, seu poder de dulçor é superior ao do açúcar convencional, podendo ser usado em menor quantidade.

            Sal: uma dose extra de sal pode ser deliciosa especialmente sobre aquele prato pouco atrativo que você vai consumir fora de casa, na hora do almoço. Porém, deve ser utilizado com moderação, porque o excesso de sódio, entre outros problemas, pode contribuir para a queda de cabelo. A recomendação diária de sódio é de 2g, o equivalente a 5g de sal por dia.

            Dica da nutricionista: prepare um sal de ervas para usar em substituição ao sal refinado. Basta bater no liquidificador algumas ervas de sua preferência (por exemplo: 20g de alecrim, 20g de orégano, 20g manjericão), junto a 20g de sal light e colocar a mistura no saleiro. Além de reduzir o consumo de sódio, as ervas realçam o sabor, o aroma, a aparência dos alimentos e contém inúmeros compostos bioativos benéficos à saúde.

            Farinha refinada: normalmente as pessoas evitam carboidratos, principalmente porque estão preocupadas com o corpo, com o excesso de peso, mas não necessariamente com os cabelos. Alimentos ricos em carboidratos, especialmente os refinados, são transformados em açúcar e absorvidos rapidamente pelo organismo, causando os mesmos problemas do consumo de açúcar às madeixas.

            Dica da nutricionista: prefira os carboidratos integrais, que são ricos em fibras, pois elas reduzem a velocidade de absorção do açúcar, prolongando a sensação de saciedade. Com isso, a quantidade ingerida tende a ser menor.

            Refrigerantes: esse tipo de bebida contém uma quantidade excessiva de açúcar refinado, de xarope de milho rico em frutose, de adoçantes artificiais e de corantes cheios de produtos químicos que não fornecem todos os nutrientes para o seu organismo, tampouco para o seu cabelo, contribuindo para que os fios fiquem frágeis e quebradiços.

            Álcool: seu consumo excessivo reduz a quantidade de zinco, de ácido fólico, de vitamina B e de vitamina C no organismo. O que isso significa para seus fios? Que o álcool enfraquece o cabelo, aumenta a queda e dificulta seu crescimento. Não significa que você não pode tomar uma taça de vinho ao fim do dia, mas que a moderação é a palavra-chave, nesse caso, para ter apenas o efeito benéfico da bebida.

 

Deixe uma resposta