E então a época mais doce do ano chega e a culpa vem junto? Calma lá, sem culpa antes da hora. Você pode sim ser feliz, comer chocolate e as delícias da Páscoa, e ainda se manter em dia com a balança.
Sem desespero, nós te mostramos como.
Ressalvadas algumas exceções, chocolate é paixão mundial. Ao leite, com recheio, amargo, crocante e mais mil e uma opções de combinações, cores e sabores, ele normalmente vem atrelado a sentimentos muito bons.
Primeiro ponto: MODERAÇÃO. Sim, sem choro. Nada em excesso é bem aceito pelo organismo, portanto, tenha sempre em mente que o equilíbrio é essencial.
Outra coisa: que tal começar o dia ou mesmo a semana pré-Páscoa com alimentos de ação detox? Uma ótima opção é começar com um suco verde preparado com couve, abacaxi, hortelã e maçã, por exemplo. Assim, você já prepara seu organismo para a porção maior de chocolate que ele não está acostumado a receber.
E sim, eu digo que você, se não tiver nenhuma restrição médica, pode e deve comer chocolate. Ele tem um emaranhado de coisas boas para nossa saúde e é mais saudável do que se imagina.
O cacau é um potente antioxidante, protegendo nossas células da agressão dos radicais livres, prevenindo, assim, doenças cardiovasculares e mesmo alguns tipos de câncer. Não se esqueça que quanto mais escuro e maior a porcentagem de cacau, maior teor de antioxidante o chocolate tem.
Nas demais refeições, opte por escolhas mais leves e menos calóricas. Isso também vai te ajudar a manter os ponteiros da balança no mesmo lugar. Afinal de contas, segundo a tradição, comer carne vermelha nesta época não é permitido. Aí está uma ótima oportunidade para apostar no consumo de peixes e/ou frango.
Além do seu poder antioxidante, o chocolate reduz os sintomas do estresse, atua como anti-inflamatório, previne derrames e aumenta nossa dose de humor diária.
Viu só? Quem o evita com medo de engordar, está por fora.
Aproveite o melhor que os alimentos podem te oferecer.

Deixe uma resposta