No dia 01/05 temos o Dia Mundial de Combate a Asma. Um tema pertinente que atinge mais de 6 milhões de pessoas no Brasil, matando 3 pessoas por dia, segundo o Ministério da Saúde.

Essa é popularmente conhecida como Bronquite Asmática ou Bronquite Alérgica é uma doença crônica das vias aéreas. Os sintomas mais comuns são a falta de ar, dificuldade para respirar, tosse e sensação de aperto e chiado no peito.

Além dos cuidados com a limpeza dos ambientes e roupas para redução dos ácaros e poeira, controle de umidade e medicação prescrita pelo médico, a alimentação também pode contribuir bastante para uma melhor qualidade de vida.

Segue alguns nutrientes que podem ajudar no controle da doença:

  • Ômega 3: encontrado nos peixes de água fria como sardinha, salmão, arenque, cavalinha e outros, assim como as sementes de chia e linhaça são fontes de Ômega 3, uma gordura essencial para o organismo e que pode ajudar na redução do processo inflamatório característico da Asma, melhorando a respiração;
  • Magnésio: os legumes, os cereais integrais em grão ( aveia,centeio e outras ), o gergelim e as frutas ( melão, pêssego, pêra e abacate) contém magnésio que inibe a liberação de histamina e produz um efeito broncodilatador. Também pode ser encontrado na forma de cápsulas;
  • Vitamina C: durante as crises de Asma, acontece um aumento na produção dos radicais livres que podem alterar ainda mais as células do sistema respiratório, então para proteção dessas, invista na Vitamina C, que pode ser encontrada nas frutas cítricas, nas frutas vermelhas como a Goji, Cranberry, legumes e verduras e também na forma cápsulas e tabletes. Também é excelente para o sistema imune e pode ajudar na redução dos sibilos em crianças.
  • Vitaminas do Complexo B: presentes em frutos secos, cereais integrais, legumes, milho, abacate, levedo de cerveja e vegetais verdes e também na forma de cápsulas, além de melhorar a absorção dos nutrientes, pode apresentar efeito anti-inflamtório e ajudar no processo analgésico;
  • Vitamina E: encontrada na forma de cápsulas e nos alimentos como gérmen de trigo, óleos vegetais, gema de ovo e vegetais folhosos, é um potente um antioxidante que ajuda nos processos inflamatórios desencadeados pela crise de asma.

Uma alimentação saudável e variada é fundamental para uma melhora na qualidade de vida daqueles que sofrem com a asma. A prática regular e orientada de exercícios físicos também pode contribuir para prevenção das crises por melhorar o condicionamento físico e a capacidade respiratória.