Como pode uma sementinha tão pequena trazer tantos benefícios para a saúde?
De origem mexicana, a semente Salvia hispanica, mais conhecida como Chia, tem propriedades nutricionais muito especiais.
Um alimento funcional, ela não pode ficar fora das suas receitas, pois oferece diversos benefícios à saúde, como a sensação de saciedade e até a melhora de quadros inflamatórios.
Listamos abaixo os maiores benefícios dessa semente tão pequena. Vamos ver se convencemos você, de uma vez por todas, de que a chia é a melhor pedida:

  • Fonte de ômega 3, exerce ação anti-inflamatória em casos de artrite e artrose, por exemplo.
  • Rica em fibras, colabora com o bom funcionamento da flora intestinal, controla os níveis de colesterol e açúcar na corrente sanguínea, além de atuar também na saciedade.
  • Fornece antioxidantes que auxiliam no combate ao envelhecimento precoce das células.
  • Fonte de proteínas, é uma ótima indicação para a saúde óssea de crianças, idosos, gestantes e praticantes de atividades físicas.
  • Apresenta minerais, como o cálcio, magnésio e manganês, que colaboram desde a saúde óssea, ao metabolismo de carboidratos e fonte de energia do corpo.

Dá para entender porque a chia é considerada um superalimento? Ela é completa.
Não há contraindicações, podendo ser consumida em grãos, moída como farinha e até como óleo. Quer mais? Não tem sabor característico e por isso pode ser introduzida em qualquer tipo de preparação, seja doce ou salgada, quente ou fria, além de ter alta durabilidade.
Dos grãos consumidos atualmente, ela é a que tem maior poder de gelatinização, o que proporciona saciedade mais rapidamente, e é a queridinha de todos que buscam a perda de peso. Ainda por conta do seu teor de ômega 3, auxilia na redução do colesterol na corrente sanguínea e da pressão arterial.
Vamos comparar a chia com outros alimentos.
Segundo dados fornecidos pela TACO, 100 gr de Chia equivalem a:
– 213 gr de nozes, como fonte de magnésio;
– 1.045 gr de espinafre, como fonte de ferro;
– 453 gr de aveia, como fonte de fibras;
– 453 ml de leite, como fonte de cálcio;
– 177 gr de banana, como fonte de potássio.
A recomendação quando falamos em grãos e farinha varia entre uma e duas colheres de sopa ao dia, e quando consumida em óleo, de duas a três colheres de sopa.
Já se convenceu de todos os benefícios deste grão? Não perca tempo e nem saúde, acrescente a chia no seu cardápio!
Fonte: Marcela Mendes

Deixe uma resposta