A Páscoa está chegando e com ela vêm as cestas recheadas de guloseimas. Mas essa data não precisa ter somente os alimentos com grandes quantidades de açúcares e gorduras. Atualmente, com a maior preocupação com a saúde, as cestas de Páscoa com grandes quantidades de guloseimas estão dando lugar a opções de doces mais saudáveis, além de brinquedos, livros e outros itens. Veja as dicas que a Mundo Verde preparou para uma cesta de Páscoa saudável.

 

Ovos de Páscoa de alfarroba

A alfarroba é uma vagem que após torrada e moída resulta em uma farinha utilizada como substituta do cacau. Possui baixo teor de gordura (0,7%), baixo valor calórico e é rica em fibras. Não contém cafeína, sendo uma boa opção para quem possui restrições. Seu sabor é similar ao do chocolate amargo. Sem adição de açúcar, pode ser consumida por diabéticos. É, ainda, isenta de lactose e glúten, sendo indicada para pessoas intolerantes à lactose e ao glúten.

Além dos ovos, há os tabletes, bombons, gotas, alfarroba com marzipã e com creme de avelã e em pó para preparo de receitas.

 

Frutas cobertas com alfarroba

As opções de damasco, banana-passa, coco e uva-passa cobertas com alfarroba são ótimas alternativas para incluir na cesta. Associam os benefícios da alfarroba com os das frutas.

Chocolate amargo (ovos, tabletes)

A maioria dos ovos de Páscoa, bombons e tabletes contém grandes quantidades de açúcar, gorduras trans e outros ingredientes nocivos à saúde. Mas nem todo chocolate é um vilão na dieta. O chocolate amargo com 70% ou mais de cacau oferece diversos benefícios à saúde: ajuda na redução da pressão arterial e do colesterol, diminuindo o risco de doenças cardiovasculares, melhora a memória e concentração, ajuda no combate à ansiedade e depressão, atua como estimulante e melhora o raciocínio.

Chocolates à base de soja

Os chocolates à base de soja são alternativas 100% vegetais, elaborados com extrato de soja em substituição ao leite. Não possuem lactose e glúten, sendo opções para pessoas com intolerância à lactose e celíacos. São encontrados na forma de bombons, barras, ovos de Páscoa e flocos de arroz cobertos com chocolate de soja. A versão sem açúcar pode ser consumida por diabéticos.

Chocolates sem adição de açúcar

São indicados para quem possui diabetes, no entanto deve-se ter atenção à quantidade ingerida, pois, para compensar a falta de açúcar, esses produtos ganham maior dose de gordura, sendo mais calóricos do que o chocolate ao leite tradicional. Além dos chocolates sem adição de açúcar, podem ser incluídos na cesta dos diabéticos: bolinho de chocolate sem açúcar, barras de frutas e de cereais sem açúcar.

Dica da nutricionista: que tal incluir na cesta embalagens em formato de cenouras com um mix de oleaginosas? Inclua amêndoas, nozes, pistache, castanhas e amendoim. As oleaginosas são ricas em gorduras insaturadas, que protegem o organismo de doenças cardiovasculares.

Outras opções saudáveis que podem preencher a cesta de Páscoa são as barras de cereais, de frutas e de oleaginosas. Uma outra dica é evitar os chocolates brancos, pois são compostos por leite, açúcar, manteiga de cacau e lecitina. Não contêm antioxidantes e são os que possuem maior teor de gordura e valor calórico.

 

Deixe uma resposta