A canela é uma especiaria utilizada para dar sabor e aroma aos alimentos. Mas você sabia que ela pode trazer diversos benefícios para a sua saúde?
Uma característica muito conhecida da canela é a sua propriedade termogênica, ou seja, ela tem a capacidade de aumentar a temperatura corporal, fazendo com que ocorra uma maior liberação de energia, auxiliando no processo de emagrecimento.
Outra propriedade é a ação hipoglicemiante, que diz respeito à redução dos níveis de glicose na corrente sanguínea. Estudos mostram que a canela melhora a função dos receptores da insulina, hormônio responsável por ativar a entrada de glicose na célula, auxiliando na prevenção e no tratamento do diabetes tipo 2.
A canela também tem ação antioxidante devido à presença de compostos fenólicos em sua composição. Essa propriedade ajuda a neutralizar a ação de radicais livres, que podem levar a problemas cardiovasculares e a alguns tipos de câncer. Outros benefícios são relatados pelos estudos, como o anti-inflamatório, o antibacteriano e o antifúngico (sendo bastante citada a ação da canela sobre a candidíase, por exemplo), além do auxílio na redução do colesterol.
Apesar do mecanismo ainda não estar bem esclarecido, os estudos mostram evidências da ação antiviral da canela. Essa especiaria estimula o sistema imunológico, melhorando a resposta do organismo contra gripes e resfriados. Um estudo realizado por pesquisadores americanos utilizou diversos extratos de plantas (canela, cebola, alho, cravo, hortelã-pimenta, cacau e açafrão) a fim de investigar a ação sobre um vírus muito semelhante aos que afetam os humanos, provocando gripes, resfriados e até mesmo herpes. A canela foi o único extrato capaz de inativar o vírus.
Para aproveitar esses benefícios, utilize a canela em suas preparações como bolos, sobremesas, frutas e chá. As dosagens utilizadas nos estudos apontam que 1 colher de chá, em torno de 5g de canela em pó por dia, já é o suficiente para trazer benefícios. O consumo em excesso (além dos 5g diários) pode provocar aumento nos batimentos cardíacos, alergias e irritações das mucosas do sistema digestivo. Gestantes devem evitar o consumo dessa especiaria, pois aumenta o risco de aborto. Além disso, pessoas com problemas de fígado e de rins devem consultar um profissional antes de fazer a utilização do produto, pois pode agravar o dano causado aos órgãos.
 
Fonte: Priscila Teles.

Deixe uma resposta