Tudo que é segredo precisa ser ouvido com atenção. Então, aproveitem: contamos 8 segredos que todo nutricionista sabe e precisa compartilhar.
Quando o objetivo é organizar a alimentação, o nutricionista é superbacana. Ele é capaz de calcular suas necessidades diárias, montar uma alimentação balanceada e avaliar o que devemos e/ou podemos comer. Desvendamos alguns segredos para te alertar e te ajudar a fazer as melhores escolhas. Vem com a gente.
 
Segredo número 1: mais importante do que aquilo que você come, é o quanto você come.
Sim, a quantidade é muito importante também. Tudo precisa de moderação, unindo qualidade e quantidade, chegamos então a uma alimentação balanceada. Mas atenção quando for se alimentar fora de casa porque acabamos comendo muito além do que deveríamos. Sendo assim, opte por entradas mais saudáveis e que dão mais saciedade até a refeição principal.
 
Segredo número 2: o único alimento que você deveria consumir, mas não consome.
Os carboidratos são as fontes energéticas mais importantes, e ao contrário do que muitos pensam, eles não são os grandes vilões, em grãos integrais, são ricos em fibras, dando maior saciedade, controlando os níveis de açúcar e de colesterol no sangue, além de auxiliar no bom funcionamento do intestino.
 
Segredo número 3: existem alimentos que você pode comer sem culpa.     
As especiarias são ótimas para consumo sem restrição de quantidade, sendo isentas de calorias e de sódio. Os benefícios encontrados nas ervas e nas especiarias são inumeráveis, algumas são boas para acelerar o metabolismo, outras têm ação expectorante e anti-inflamatória. Algumas são aliadas da memória, do coração e ainda auxiliam na redução dos níveis de açúcar no sangue.
 
Segredo número 4: lanches escolhidos de forma errada podem impactar negativamente na sua dieta.
Quando você escolhe lanches ricos em açúcares e gorduras, o risco da dieta desandar é muito grande. Pequenos deslizes também entram nesta questão, não sabote a você mesmo. Nos lanches intermediários, opte por versões mais saudáveis, com menos teor de gorduras e açúcares e que dão mais saciedade.
 
Segredo número 5: a leitura dos rótulos deve ser feita obrigatoriamente.
A leitura dos rótulos deve ser feita para que possamos entender tudo aquilo que contém no produto. Saiba que quando uma embalagem vem com a descrição “zero açúcar”, ela contém certamente adoçante na composição, o que não o torna obrigatoriamente um produto saudável ou recomendado a todos.
 
Segredo número 6: saiba que a leitura dos ingredientes deve ser feita de maneira criteriosa.
Entenda que tão importante quanto à leitura da tabela nutricional, a leitura dos ingredientes no rótulo também precisa ser feita. Opte por produtos em que a lista de ingredientes é pequena, pois isso significa que este alimento sofreu menos processamento.
 
Segredo número 7: o maior perigo é você se tornar dependente do açúcar.
Quanto mais você consome, mais dependente dele você se torna. Cuidado, porque muitos fabricantes usam nomes diferentes na embalagem para que você pense que não está consumindo açúcar, quando na verdade está. Palavras com final “ose” (frutose, lactose, sacarose) é algo do tipo doce, ou seja, açúcar.
 
Segredo número 8: a melhor pessoa para falar sobre dieta é um nutricionista.
Vá com calma. Ninguém melhor do que um nutricionista capacitado para te orientar de forma individual e criteriosa.
 
Fonte: Marcela Mendes.

Deixe uma resposta