1 de October de 2014

Alimentos para combater a gripe

Postado por: Mundo Verde em 29 de setembro de 2014

Não tem jeito, quando você menos espera a gripe pode bater na sua porta! Para evitar surpresas, você precisa de uma coisa: manter o sistema imunológico bem protegido!

 

A alimentação é fundamental para que a imunidade mantenha-se equilibrada. Listamos algumas opções para que você fique bem longe dela!

 

Peixes:  o salmão, sardinha e cavalinha, peixes de água fria, possuem uma gordura benéfica à saúde chamada ômega-3, que exerce função anti-inflamatória. Procure consumir cápsulas de óleo de peixe regularmente.

Cenouras e batatas-doces:  os alimentos de cor amarelada e alaranjada possuem o betacaroteno, que ao serem consumidos se convertem em vitamina A, essencial para manter um sistema imunológico resistente.
Alho: por conter a substância alicina, é um poderoso antioxidante e reforça o sistema imune. Consuma cru, ou em forma de cápsulas de óleo de alho.
Castanha-do-brasil: as castanhas de um modo geral, como a do Pará e a de caju são ricas fontes de gorduras saudáveis, proteínas e selênio, mineral que exerce um papel importante para a função imunológica. Recomenda-se consumi-las de 1 a 2 unidades por dia.

 

Dica: além de uma alimentação saudável, não se esqueça de tomar todas as vacinas destinadas ao combate à gripe, ok? J

Como prevenir e tratar as olheiras

Postado por: Mundo Verde em 26 de setembro de 2014

As olheiras podem se tornar um problema se não tratadas corretamente. E convenhamos, não são nada bonitas!

As manchas surgem, principalmente, com a ansiedade, o estresse e noites mal dormidas. Também, podem estar relacionadas à hipersensibilidade alimentar e a dificuldade no processo da desintoxicação do corpo. Tais fatores propiciam a produção do hormônio chamado cortisol, causador da inflamação ao redor dos olhos.

Para evitar ou amenizar os efeitos, é recomendável dormir pelo menos 6 horas por noite em ambientes totalmente escuros. Para garantir um sono tranquilo, pingue algumas gotinhas de óleo essencial de lavanda em uma bola de algodão e coloque dentro da fronha do travesseiro.

A alimentação também é muito importante. Aqui vão algumas dicas importantes:

- Varie o seu cardápio todos os dias para evitar a exposição a algum alimento alergeno que causará algum tipo de hipersensibilidade. Inclua os cereais integrais, frutas e verduras, de preferência orgânicas.

- Consuma abacate que possui o beta-sitosterol, responsável por auxiliar na redução de cortisol.

- O suco de fruta orgânico com clorofila, o alho, brócolis, couve flor, própolis e os chás verde, de boldo e de camomila auxiliam no processo de eliminação de toxinas pelo fígado.

- Risque da lista os alimentos industrializados; eles contém uma grande quantidade de açúcar, gorduras e refinados.

- O suco de cranberry, a quinua, feijão azuki e clorela fortalecem os ris e auxiliam no processo de eliminação das toxinas.

 

Agora é só dizer, adeus, olheiras!

Fonte: Mundo Verde

 

Alie-se aos Fat Burners para reduzir as medidas

Postado por: Mundo Verde em 24 de setembro de 2014

Fat Burners são suplementos termogênicos, e, para entender como eles funcionam, vamos simplificar isso para vocês. ;)

Você sabe que metabolismo é um conjunto de reações químicas que ocorrem no nosso organismo, responsável pela distribuição de energia a ser gasta para manter nosso corpo funcionando, mas a velocidade dessa distribuição é determinada por fatores genéticos, ou seja, cada um tem sua própria “taxa metabólica”.

Eles são responsáveis pelo aumento da temperatura corporal, resultando no processo de queima de calorias, além disso, os suplementos que pertencem a essa categoria, também trabalham transformando a gordura corporal em energia.

Resumindo, ao acelerar o processo de queima de energia, nosso corpo precisa de mais combustível para funcionar, então ele queima a gordura acumulada para transforma-la em mais energia, em um processo rápido e eficiente.

As formulações, normalmente, possuem o chá verde, a cafeína, a guaraná e o extrato de laranja, podem ser encontrados em forma de pó ou de capsulas.

Propriedades:

Chá verde: Tem ação termogênica, acelerando o metabolismo e favorecendo utilização de gordura.

Cafeína: Tem ação ergogênica, sendo assim, aumenta a tolerância ao exercício e retarda a fadiga, melhorando o desempenho físico.

Guaraná: Rico em cafeína, aumenta a resistência nos esforços físicos e mentais.

Extrato de Laranja: Estimula a queima de gordura, acelera o metabolismo e, consequentemente, promove maior gasto calórico.

Além destes, os produtos que possuem ácido linoléico podem ser descritos como as gorduras que queimam gorduras. Famosos por sua ação na redução da gordura abdominal, potencializam a redução de medidas. Produzidos à base de ácido linoléico, eles têm a capacidade de inibir a atividade da enzima lípase lipoprotéica (LPL) que é a grande responsável por armazenar gordura no corpo (ela transfere a gordura presente na corrente sanguínea para o interior das células adiposas). Quando esta enzima (LPL) tem seu ritmo de atuação diminuído, o organismo é obrigado a usar a gordura acumulada para as atividades físicas, otimizando a queima de gordura, gerando mais energia e eliminando calorias extras. Seu consumo deve ser associado a prática regular de atividade física.

shutterstock_210587053
Dica: o nutricionista é o profissional adequado para identificar qual é a verdadeira causa do excesso de peso e fazer a escolha correta do suplemento para cada caso. Se utilizados com a orientação de um profissional capacitado e associados a um programa de re-educação alimentar e atividade física, os suplementos podem ser ótimos coadjuvantes na perda de peso!

 

 

Fonte: Mundo Verde

Vitamina E: a proteção necessária para o seu organismo

Postado por: Mundo Verde em 22 de setembro de 2014

 

Se tem uma vitamina considerada poderosa, é a vitamina E! ! Ela possui uma alta ação antioxidante e dentre os seus benefícios estão:

 

  • Redução do processo de envelhecimento das células
  • Proteção ao organismo contra doenças cardiovasculares, diabetes e o câncer
  • Auxílio no processo de cicatrização

 

Mas, quanto ingerir?  A ingestão diária, seja por adultos, ou idosos é de 15mg por dia. Pelo fato de ser uma vitamina lipossolúvel, ou seja, solúvel em gordura, é necessário que o seu consumo esteja associado às gorduras (de preferência, aos óleos vegetais). Assim, a sua absorção pelo organismo é mais eficiente.

 

Você a encontra em diversos alimentos como, por exemplo:

 

  • Óleos vegetais
  • Gérmen de trigo
  • Sementes e oleaginosas
  • Cereais integrais
  • Abacate
  • Frutas vermelhas
  • Aspargos
  • Vegetais folhosos verdes escuros
  • Tomates

 

shutterstock_216987970

 

Além dos alimentos, também utilize cremes e hidratantes, que deixam a pele mais bonita e sedosa.

 

Então fique ligado, vitamina E merece um espaço especial em sua vida. Afinal, viver com saúde deve ser sua MAIOR prioridade! ;)

 

 

Fonte: Mundo Verde

 

 

Qual treinar primeiro: musculação ou aeróbico?

Postado por: Mundo Verde em 19 de setembro de 2014

Iniciar pela musculação, ou pelo aeróbico? O MV te ajuda!

Em primeiro lugar, você deve pensar em seu objetivo. Se deseja reduzir aquelas medidas indesejadas, é recomendado que se inicie pelo aeróbico. Como você estará com energia de sobra, o aproveitamento vai ser melhor e, no final, o corpo não irá ficar muito sobrecarregado para malhar. A meta para perder peso é de 2 mil Kcal por semana que pode ser alcançada num treino de 30 minutos, por cinco vezes na semana.

Já se deseja ganhar massa muscular, comece direto pela musculação. Uma dica é de fazer duas séries com 60% do peso, com mais repetições, antes de iniciar a com o peso normal. Para não comprometer a hora de malhar, vá diminuindo a quantidade de aeróbicos, faça por 30 minutos, no máximo três vezes por semana.

Mas, vá com calma, ok? Tomar um fôlego é preciso! Faça um intervalo de 48h entre a musculação e o aeróbico. Isso porque o processo de síntese pode ser prejudicado e ocasionar lesões e dores nada agradáveis. Ninguém merece ficar travado no dia seguinte, não é mesmo?! Siga corretamente a orientação do seu personal, hidrate-se, faça um bom alongamento e adote uma alimentação balanceada que tudo ocorrerá como o planejado. Não tem erro!

E aí, agora que você já escolheu, partiu treino? ;)

shutterstock_164473940

 

Fonte: GazetaOnline

Por que tomar café da manhã?

Postado por: Mundo Verde em 18 de setembro de 2014

Já se perguntou por que sempre tem alguém que diz que o café da manhã é a refeição mais importante do dia? Seguindo a lógica de que tudo tem um fundamento, nós do MV vamos ajudar a esclarecer tudo para vocês. <3

Pela manhã nosso organismo saí de um longo período de jejum no qual ele não deixou de funcionar e de consumir energia, então isso o deixa um pouquinho mais sensível, e, para garantir um bom funcionamento ao longo do dia, precisamos de alguns cuidados.

Café da manhã

Escolha sempre por um cardápio mais leve e em porções modestas, adicione frutas e cereais integrais que são ricos em vitaminas, minerais, além de fibras que são importantes para estimular a sensação de saciedade .

E esse papo abriu até o apetite, então bom café da manhã para vocês! ;)

 

Suco de uva roxa

Postado por: Mundo Verde em 16 de setembro de 2014

A uva é um superalimento rica em benefícios para a saúde que pode ser consumida em forma de geleias, in natura, vinhos e sucos. Diversos estudos comprovaram que o consumo da fruta tem relação direta com a saúde do coração.

O suco de uva roxa integral, ou seja, sem adição de água e açúcar, é rico em polifenóis, responsáveis pelo efeito cardioprotetor e flavonoides que evitam o mau colesterol e o LDL que ocasionam a formação de placas nas paredes arteriais.

shutterstock_169595720

Médicos recomendam o consumo diário e moderado para manter as artérias fortes e jovens. Uma dica é ingerir pequenos goles ao poucos para evitar distúrbios no sistema digestivo e aumentar o poder energético do suco. Também, deve ser consumido isoladamente para que seja aproveitado todas as propriedades nutricionais.

Que tal incluir o suco de uva no seu dia a dia? Vale a pena!

Fonte: uvibra

Vegetarianismo

Postado por: Mundo Verde em 8 de setembro de 2014

A alimentação vegetariana tem origem milenar e basicamente consiste na retirada de carnes da dieta. As pessoas vegetarianas, geralmente, escolhem esse tipo de alimentação por ser contra o sacrifício dos animais ou por acreditar que essa é uma opção de vida mais saudável.

mv1

Pesquisas apontam que as dietas vegetarianas apropriadamente planejadas são adequadas em termos nutricionais e apresentam benefícios na prevenção e tratamento de determinadas doenças. Um regime sem carne diminui o consumo de gorduras saturadas, reduzindo assim o risco de doenças cardiovasculares, o índice de obesidade, a incidência de alcoolismo, a probabilidade de ter prisão de ventre, diabetes e outros problemas de saúde. Mas ainda assim, é preciso ter cuidado ao retirar carnes do cardápio. Ao se retirar as carnes da dieta devem ser inclusos alimentos fontes de proteína (ex: soja, quinua, amaranto, leguminosas e cereais), ferro (ex: vegetais folhosos verde escuros e feijão), zinco (ex: derivados de soja, oleaginosas e sementes) vitamina B12 (ex: laticínios e ovos ou levedo de cerveja e chlorella para quem segue a dieta tipo vegan), B6 (ex: amendoim e feijão azuki) e niacina (ex: algas marinhas, cereais integrais e leguminosas). Para quem se identifica com esse hábito de vida e tem interesse em ser vegetariana, a boa notícia é que esse tipo de dieta pode ser iniciada a qualquer momento.

Principais tipos de dietas:

Ovolactovegetariana: há o consumo de alimentos de origem vegetal, laticínios e ovos. Esse tipo de dieta exclui todas as carnes (vermelhas, peixe e frango).

Lactovegetariana: além das carnes, também são excluídos da dieta os ovos. Há apenas o consumo de vegetais e laticínios.

Vegan: todo e qualquer alimento de origem animal é excluído da vivência geral da pessoa, inclusive coisas como mel, couro e lã.

 

Fonte: Mundo Verde

Compulsão por doces

Postado por: Mundo Verde em 5 de setembro de 2014

Comer carboidratos refinados e açúcares em excesso predispõe ao desenvolvimento de doenças como diabetes, obesidade, câncer, osteoporose, além da diminuição da função imune. São pobres em vitaminas, minerais, antioxidantes e, ainda, podem se tornar um vício.

 

A compulsão por doces pode ocorrer quando há o consumo excessivo de carboidratos refinados e açúcares, causando um pico de glicose no sangue, que leva ao aumento dos níveis de insulina para a redução da glicemia. Essa redução causa o desejo por mais alimentos como açúcar e carboidratos refinados para o fornecimento de energia, gerando um círculo vicioso, que pode causar episódios de compulsão. Outro motivo é que após a ingestão de açúcar há maior liberação de dopamina, que gera mecanismos compensatórios, similares aos das drogas ilícitas, causando comportamentos compulsivos.

shutterstock_143216152

 

 

 

 

 

 

Algumas dicas simples podem ajudar a controlar a compulsão por doces:

 

 

- Procure realizar de 5 a 6 refeições ao longo do dia, evitando permanecer mais de 3 horas seguidas sem se alimentar.

 

- Consuma uma porção de oleaginosas antes do almoço: as oleaginosas são fontes de gorduras (insaturadas) que retardam a digestão. Consuma 1 punhado (30g) de nozes, castanhas, amêndoas ou pistache.

 

- Comece suas refeições principais com saladas.

 

- Inclua cereais integrais em suas refeições. Eles devem ser consumidos principalmente naquelas refeições em que há maior desejo por doces.

 

- O consumo de alimentos fontes de proteína, animal e vegetal, é importante para o aumento da saciedade e, assim, para diminuir a compulsão por doces.

 

- Evite o consumo de refrigerantes, cafeína e bebidas alcoólicas.

 

- Pratique atividades físicas regularmente. Quando nos exercitamos, há liberação de substâncias que trazem a sensação de bem-estar.

 

 

 

Fonte: Mundo Verde

Alimentação orgânica

Postado por: Mundo Verde em 3 de setembro de 2014

A alimentação orgânica se preocupa com o que chega ao nosso prato, desde a produção até a hora do consumo. Afinal, o alimento orgânico não é simplesmente aquele que é produzido sem o uso de agrotóxicos. Toda a cadeia produtiva, desde o plantio até a venda, é manejada de forma a evitar danos ao meio ambiente, ou seja, de maneira sustentável.

postblog

 

A escolha pela introdução dos alimentos orgânicos no cardápio contribui para uma boa saúde e preservação do meio ambiente. Os produtos orgânicos são livres de substâncias químicas, apresentam maior valor nutricional, melhor sabor e são sustentáveis. É a melhor escolha alimentar para obter saúde e garantir qualidade de vida para as futuras gerações.

Aqui estão 5 motivos pelos quais você deve preferir o consumo de orgânicos:

1.   As substâncias químicas ficam fora do seu prato

Os alimentos orgânicos são cultivados sem a utilização de agrotóxicos ou insumos artificiais, como inseticidas, herbicidas, fungicidas ou adubos químicos.

2.    Maior valor nutricional

Por ser isentos de contaminação química e produzidos em solos balanceados e fertilizados com adubos naturais, os orgânicos possuem maior teor de vitaminas, minerais e antioxidantes quando comparados aos alimentos cultivados de forma tradicional.

3.    Alimentos orgânicos possuem melhor sabor e aroma

Alimentos cultivados de forma orgânica são mais saborosos e seu aroma é mais intenso

4.    Redução do risco de doenças

Os agrotóxicos deixam resíduos nos alimentos que podem provocar problemas respiratórios, distúrbios hormonais, reações alérgicas, problemas neurológicos e câncer.

5.    Protegem a qualidade da água

Os agrotóxicos utilizados nas plantações atravessam o solo, alcançam os lençóis d´água e poluem rios e lagos.

Fonte: Mundo Verde