23 de December de 2014

A renovação começa de dentro para fora

Postado por: Mundo Verde em 22 de dezembro de 2014

O ano de 2015 está batendo em nossa porta, trazendo a esperança de que viveremos melhores tempos, teremos mais experiência e coisas boas irão acontecer. Nessa época, além de estourar o cartão de crédito, também não economizamos ao distribuir bons votos, desejos de sucesso, amor e saúde. Tornamo-nos milionários de sentimentos.

Ano Novo é sinônimo de desejo para recomeçar, renovar. O ambiente se torna favorável para querer mudar. Mas se tudo é positivo, onde se posicionam as dificuldades que passamos para alcançar metas que nos beneficiem?

É porque só queremos mudar, mas nossa postura estática nos atrapalha. De que nos serve mudar de cidade, se levamos conosco todas as nossas falhas e valores ultrapassados? Uma efetiva renovação precisa ser algo de dentro para fora. Só querer é ótimo, mas a atitude fará toda a diferença.

As verdadeiras alterações só acontecem se estivermos conscientes de que o maior esforço terá que ser nosso. Renovar significa vencer vícios e hábitos. Só intenção é apenas retórica, sem serventia.

Renove-se hoje para evitar que isso aconteça de novo no ano que vem.

Boas Festas!!

 

Fonte: Somos Todos Um

Exercícios ao ar livre trazem mais benefícios

Postado por: Mundo Verde em 17 de dezembro de 2014

Você prefere se exercitar num ambiente fechado ou aberto? Numa academia com som de balada ou no parque ouvindo os pássaros e as crianças brincarem?

Saiba que o local escolhido para a prática de exercícios pode influenciar no rendimento. De acordo com um estudo realizado pela Universidade de Glasgow, no Reino Unido, com mais de 2 mil pessoas apontou que correr andar de bicicleta ou caminhar em áreas verdes diminui consideravelmente os níveis de estresse, tensão e depressão. Só 5 minutinhos de exercícios junto à natureza podem ainda melhorar o humor e a autoestima.

E tem mais benefícios:

Aumenta a atenção

Uma pesquisa feita pela Universidade de Illinois, nos EUA, apontou que crianças com déficit de atenção são capazes de se concentrar melhor após 20 minutos de caminhada no parque.

Dá mais motivação

Um estudo da Universidade de Exeter, no Reino Unido, avaliou a frequência com que as pessoas praticavam exercícios. As que preferiam exercícios ao ar livre se mostraram mais propensas a repetir a atividade física dentro de um período.

Menor risco de obesidade

O ar fresco e a luz do sol inspiram a prática de exercícios. Um estudo publicado pelo International Journal of the Obesity defende que crianças que passam mais tempo do lado de fora de suas casas têm 41% menos chances de serem obesas.

Mais energia

Em 2009, um estudo da Universidade de Rochester, provou que 20 minutos gastos do lado de fora, ao ar livre, pode ser mais revigorante que uma xícara de café.

Rapidez na recuperação

Segundo uma pesquisa feita na Universidade de Pittsburg, nos EUA, os pacientes que têm contato frequente com a luz do sol apresentam recuperação mais rápida e menos dor que os pacientes que não vão aos ambientes externos.

Bons níveis de vitamina D

Levar os exercícios para o lado de fora da academia é uma boa maneira de sintetizar a vitamina D. Um estudo feito na Universidade de Harvard mostrou que os adeptos aos exercícios rigorosos têm níveis de vitamina D mais adequados que as pessoas que não praticam essas modalidades.

Fonte: Terra

Educação e Sustentabilidade

Postado por: Mundo Verde em 15 de dezembro de 2014

Sustentabilidade já não é um termo novo, podemos considerá-lo parte de nossas vidas. No supermercado não faltam produtos com selo verde, com indicações de proveniência, certificados de qualidade, orgânicos. Pela cidade, já podemos nos deparar com centros de coleta seletiva e reciclagem; ao passear por feirinhas de artesanatos, lá estão artes, acessórios, moda, feitos com materiais reaproveitados.

Se nos beneficiamos com essas mudanças, por outro lado, ainda temos grandes dificuldades em agir de maneira sustentável e planejada. Parece mais fácil comprar um produto ecologicamente correto do que mudar um hábito pouco sustentável.

Você também nota essa diferença? Você sente que contribui mais com o planeta comprando um produto verde do que economizando água em casa, usando menos aparelhos eletrônicos, deixando o carro na garagem ou qualquer outra atitude que implique perder a comodidade? Por que será?

Sustentabilidade é manter algo ao longo do tempo, é proteger, conservar. Para isso, é preciso conhecer, estudar e viver desde pequeno a integração do ser humano com a Terra e a natureza.  Nesse ponto, a educação tem um tremendo desafio, pois suas metodologias de ensino evoluíram muito pouco através do tempo, houve e há falhas na preparação das sociedades para uma vida sustentável. A escola também deve educar para o bem viver, ensinar os pequenos a repartir com os demais seres humanos os recursos da cultura e do desenvolvimento sustentável.

Comece a mudar de atitude, dê o exemplo com comportamentos, ações e não apenas discursos, pois não existe desenvolvimento, nem sua sustentabilidade, sem educação de qualidade.

Mão à massa!

Fonte: Blog Leonardo Boff  - http://bit.ly/1yT9pb4

O poder das terapias alternativas

Postado por: Mundo Verde em 12 de dezembro de 2014

As terapias alternativas são uma ótima opção para equilibrar o corpo e a mente, evitar e prevenir doenças e diminuir o stress tão presente no dia a dia.

As terapias alternativas são conhecidas por aliar a medicina com filosofia, espiritualidade e outros conhecimentos. Além disso, acredita-se que o corpo é um sistema interligado e todos os campos, seja emocional, mental, espiritual e físico devem ser tratadas ao mesmo tempo. Algumas delas são praticadas há milênios e muito procuradas, vamos conhecer algumas?

Acupuntura: originária da medicina chinesa que consiste em estimular os pontos vitais do corpo por meio de agulhas

Reflexologia: busca equilibrar o corpo ao estimular diferentes partes do corpo por meio da massagem nos pés.

Shiatsu: segue os mesmos princípios da acupuntura, porém ao invés das agulhas, são utilizados os dedos para estimular os pontos vitais do corpo.

Fitoterapia: os extratos e óleos essenciais de plantas e flores são utilizados como medicamentos. É preciso lembrar que como medicamentos, os fitoterápicos necessitam ser receitados por um médico, já que também podem apresentar efeitos colaterais.

Dica: não existe uma comprovação científica de que tais terapias de fato curem doenças, mas elas podem se tornar um meio complementar que ajuda a potencializar  a cura. Por isso, é importante consultar um médico habilitado quando for percebido algo estranho, ok?

Fonte: GNT

Como se tornar um cidadão mais engajado

Postado por: Mundo Verde em 10 de dezembro de 2014

Você já pensou em se tornar  um cidadão mais participativo e interessado em projetos sociais? Não é uma tarefa difícil e qualquer pessoa pode fazer a sua parte, é preciso apenas que se tenha muita iniciativa e força de vontade.

Para começar, é importante escolher as causas que mais te interessam ou tenha mais afinidade, como aquela ONG em defesa de animais abandonados que você tanto gosta, até o grupo que defende melhorias nos transportes públicos da sua cidade. Desta forma, você terá uma ideia sobre quais iniciativas tomar.

Para saber sobre todas as informações referentes as instituições ou grupos os quais quer fazer parte,  nada melhor do que utilizar a  internet como aliada, verifique os sites e principalmente as páginas nas redes sociais, caso não encontre nenhuma informação online,  utilize o telefone ou compareça até o local.

Uma dica para quem deseja se especializar profissionalmente, é procurar cursos oferecidos por algumas instituições de ensino como, por exemplo, Administração Pública e Economia Doméstica que têm como objetivo formar profissionais habilitados para exercer as funções sociais.

E aí, vamos engajar? ;)

Fonte: Uol Educação

O seu lar é sustentável?

Postado por: Mundo Verde em 8 de dezembro de 2014

O que torna o seu lar mais sustentável? Já pensou nisso?

Antes de tudo a mudança deve partir de dentro do seu lar.  Quando a sua casa está bem cuidada e não oferece riscos ao meio ambiente, fica mais fácil você disseminar a prática de preservação do planeta por aí, sem contar que você será um exemplo a ser seguido em seu círculo social.

O desperdício de água, energia e lixo podem ser evitados de forma inteligente. Como? Confira alguns exemplos:

1) Verifique  a vedação da geladeira.

2) Chegue o funcionamento dos eletrônicos e lembre-se de desligá-los quando não estiver usando.

3) Aproveite a água da chuva colocando tambores perto das calhas e canos.

4) Colocar peneirinhas nas torneiras .

5) Opte sempre pelo uso de lâmpadas econômicas.

O melhor de tudo é que são práticas baratas e que não demandam muito tempo do seu dia. Uma dica é separar um dia da semana em que você está mais tranquilo (a) para checar o que não está de acordo, reúna a família, principalmente as crianças que poderão seguir o exemplo futuramente e repassá-los para os coleguinhas de classe.

O seu lar e o planeta agradecem. Faça a diferença!

Você sabe o que é crédito de carbono?

Postado por: Mundo Verde em 5 de dezembro de 2014

Já ouviu falar em crédito de carbono, mas não sabe muito a respeito? A iniciativa tem se mostrado uma alternativa para conter a degradação do meio ambiente e tem ajudado muitas empresas a reduzirem a poluição e o efeito estufa.

O crédito de carbono é um certificado eletrônico do Protocolo de Quioto, projeto de redução de emissão de gases poluente na atmosfera assinado em 1997 pelos países participantes da Organização das Nações Unidas (ONU), que estipulou que países desenvolvidos reduzissem suas emissões de gases causadores do efeito estufa a 5,2% em relação aos níveis medidos em 1990, no período de 2008 a 2012.

Com isso, surgiu o Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL) que emite um certificado de redução de gases. Esse certificado é uma forma de recompensar empresas que consigam bater a meta de redução de gases. Quando essa meta é alcançada, os créditos podem ser comercializados no mercado mundial e também repassados para outras empresas que excederam o limite de emissão de gases permitido.

A obtenção dos créditos funciona da seguinte forma: a cada tonelada de CO2 (gás carbônico) que não é emitida na atmosfera, ou mais conhecida como “sequestro de carbono”, é obtido 1 crédito de carbono. No Brasil, por exemplo, a iniciativa colaborou para que novas tecnologias fossem desenvolvidas com o fim de reduzir a poluição do meio ambiente.

Sabia que você também pode ajudar a reduzir a emissão de gases? Algumas medidas como andar mais de bicicleta, optar por combustíveis renováveis e economizar na energia elétrica fazem muito bem ao planeta e a sua qualidade de vida!

Fonte:  Portal Brasil

Gentileza no volante

Postado por: Mundo Verde em 3 de dezembro de 2014

Você já se perguntou quantas vezes foi gentil com pessoas que não estão diretamente ligadas a sua vida? A gentileza é um ato nobre, mas muito rara de ser vista e praticada nos dias atuais, principalmente no trânsito. Isso é percebido nas ruas e avenidas tomadas por buzinas, xingamentos, confusões e agressividade entre motoristas e também entre motoristas e pedestres.

O nervosismo, estresse, desatenção e a pressa estão entre as principais causas de gestos nada delicados no trânsito e isso contribui para que exista uma atmosfera não muito agradável entre as pessoas. A questão que fica é a seguinte: como se livrar dessa situação? Tudo bem que o trânsito e congestionamentos infinitos não colaboram, mas com alguns atos diários fica fácil conviver pacificamente com outros motoristas e praticar a gentileza ao volante. Veja alguns deles:

1) Dê passagem sempre que possível.

2) Peça carona, vá de bicicleta ou pegue o transporte público naqueles dias em que você não acorda muito bem para dirigir.

3)  Evite falar no celular. Caso a ligação for urgente, procure um lugar para estacionar.

4) Evite parar em cima da faixa de pedestres.

5) Respeite as faixas de sinalização.

6) Evite freadas bruscas, lembre-se existem outros carros atrás de você!

Motorista, anotou as dicas? Agora chegou a vez dos pedestres. Afinal, a gentileza e colaboração devem partir das duas partes!

1) Não atravesse quando o farol estiver verde.

2) Atravesse sempre na faixa de pedestres.

3) Ajude pessoas com deficiência e idosos a atravessar ruas e avenidas.

5) Sempre que possível, ande nas passarelas.

Praticar a gentileza pode ser muito mais leve do que você imagina, faça parte de uma cidade melhor e mostre o quanto você se preocupa com o seu bem-estar e das outras pessoas que estão a sua volta!

 

Fonte: Vida Simples

Como se proteger do calor e da poluição

Postado por: Mundo Verde em 1 de dezembro de 2014

O calor típico do verão chega e com ele a poluição a baixa umidade do ar. Quem mora em grandes centros urbanos, e, principalmente  que possui algum tipo de problema respiratório,  sabe bem como é isso e o quanto a saúde é prejudicada com essa mudança.

Quando você deixa de cuidar do corpo, principalmente nessa época do ano, corre o risco de sofrer alguns sintomas nada agradáveis como tonturas, desidratação, fraqueza e dor de cabeça.

Para minimizar os efeitos do verão, iremos passar algumas dicas para você.  São elas:

1) Evite exercícios ao ar livre no meio da tarde.

2) Limpe o seu ventilador ou ar condicionado sempre que possível. Assim, você evitará o acúmulo de pó e fungos no aparelho.

3) Use filtro solar.

4) Tome bastante água. No verão o corpo tende a eliminar mais líquido.

5) Use roupas leves e com clores claras.

6) Experimente deixar bacias com água nos cômodos da casa e toalhas umedecidas nas cabeceiras da cama.

7) Não exagere nos banhos quentes, prefira os mornos e os gelados para evitar o ressecamento da pele e diminuir os gastos com a energia.

8) Fique em lugares com sombras e arejados.

Fonte: CicloVivo

Cidades mais arborizadas

Postado por: Mundo Verde em 28 de novembro de 2014

As árvores desempenham um papel importante em nosso dia a dia, elas estão presentes nos cosméticos que utilizamos no papel que usamos para imprimir documentos no trabalho e nos alimentos que consumimos e muito mais.

Infelizmente com a degradação do meio ambiente, prédios e residências têm tomado de forma desenfreada os espaços verdes. Quando removidas, o solo fica vulnerável ocasionando erosões, deslizamentos e enchentes. Isso não só é prejudicial ao bom funcionamento das cidades, como a vida dos cidadãos.

Uma cidade arborizada pode render muitos pontos positivos de uma forma geral. Além do visual bonito, elas podem oferecer uma infinidade de benefícios. Destacamos alguns deles. Olha só:

1) Ajudam a tornar o ar mais puro.

2) Retém o gás carbônico e liberam oxigênio.

3) Equilibra as mudanças climáticas.

4) Absorvem os ruídos tornando os ambientes mais tranquilos.

5) Reduzem a ação de ventos e poeiras.

6) Abastecem os lençóis freáticos.

Ter uma cidade mais arborizada não só significa uma cidade visualmente bonita, significa manter o que é essencial para a natureza e garantir uma qualidade de vida melhor para você e toda a sua família. Pense nisso, preserve o verde!

Fonte: Globo.com